Segment Inertia/pt

From Visual3D Wiki Documentation
Jump to: navigation, search
Língua:  English  • français • italiano • português • español 

Entrando os Valores Inerciais Usando Expressões
Transformando o Momento de Inércia do Segmento

Por padrão o momento de inércia do segmento é calculado à partir da massa do segmento, do raio proximal e distal e da Geometria do Segmento.

O padrão de segmentos do Visual3D trata como objetos geométrico que tem propriedades inerciais baseadas na sua forma.

Hanavan E. (1964) A Mathematical Model for the Human Body. Technical Report, Wright-Patterson Air Force Base.

Propriedades Inerciais do Cone (Tronco Cônico)

Uma das geometrias de segmentos em Visual3D é chamada Cone.' Para ser preciso o Cone refere-se ao tronco cônico. Um tronco de cones direito é criado cortando o topo do cone de forma que o corte é paralelo à base do cone.

frustraOfRightCones1.gif

O tronco de cones direito é criado cortando to topo do cone de forma que o corte é paralelo à base do cone.


Para uma unidade de comprimento, o centro de massa relativo a extremidade proximal do segmento está localizado no:

frustraOfRightCones2.png

dado: M= massa do segmento, e L= comprimento do segmento

FrustraOfRightCones3.jpg

Propriedades Inerciais de um Cilindro Elíptico

Cylinder.gif

A distância da extremidade proximal do segmento ao centro de massa do segmento.

CG_from_proximal_end = 0.5*L

O momento de inércia de um cilindro. (assumindo o padrão do sistema de coordenadas do Visual3D)

cylinderInertia.gif

Visual3D usa o Raio da extremidade distal do segmento como o Raio do cilindro.

Propriedades Inerciais da Esfera

Definindo o Segmento Esférico

Para segmentos modelados como esferas, Visual3D requer o raio proximal do segmento e o raio distal do segmento. As propriedades inerciais do segmento são calculadas usando apenas o radio distal. Entretanto, o raio proximal é necessário para determinar a localização da extremidade proximal do segmento. Se ambas os marcas lateral e medial são usadas na extremidade do segmento durante a calibração do sujeito, então o raio da extremidade é determinado ser a metade da distância entre essas marcas. Se apenas uma única marca é usada na extremidade do segmento, então um qualificador, o DIST_RAD o o PROX_RAD, deve ser usado. Uma diferença notável aparece quando se cria segmentos esféricos. Visual3D espera as marcas distais localizadas a 50% da distância entre entre as extremidades do segmento. Isto permite o raio distal produzir uma medida realística da dimensão da esfera.

sphere.gif

A distância da extremidade distal do segmento ao centro de massa do segmento.

CG_from_proximal_end = L

O momento de inércia de uma esfera. (assumindo o padrão do sistema de coordenadas do Visual3D)

SphereInertia.gif

Visual3D usa o Raio na extremidade distal do segmento como o Raio da Esfera. O comprimento das Esferas à partir do extremidade Proximal à extremidade Distal do segmento.

Propriedades Inerciais de uma Elipsóide

ellipsoid.gif

A distância da extremidade proximal do segmento ao centro de massa do segmento.

CG_from_proximal_end = L

O momento de inércia de uma elipsóide. (assumindo o padrão do sistema de coordenadas do Visual3D)

EllipsoidInertia.gif

Visual3D usa o Raio da extremidade distal do segmento como o Raio da Elipsóide. O Comprimento da Elipsóide é à partir da extremidade Proximal à Distal do segmento.

Retrieved from ""