Tutorial: Visualizing Data/pt

From Visual3D Wiki Documentation
Jump to: navigation, search
Língua:  English  • français • italiano • português • español 

Objetivos

Ao realizar este tutorial assumimos que Visual3D já foi instalado e que o modelo também já foi criado como descrito previamente no tutorial anterior Tutorial: Building a Model. Para sua conveniência, o resultado final do primeiro tutorial pode ser baixado clicando aqui Tutorial1.cmo.

Tutorial #2 tem dois objetivos principais:

  1. Ensinar como assinalar os arquivos de movimento ao modelo.
  2. Introduzir como trabalhar com os arquivos C3D.

Visão Geral

No tutorial 1 nós usamos o arquivo da posição estática para definir os segmentos do membro inferior do indivíduo e "construir" o modelo em 3D do indivíduo no "mundo" em 2D dos computadores . Neste tutorial nós usaremos o Visual3D para assinalar os dados de rastreamento dos arquivos de movimento ao modelo em 3D e com isso poder criar uma representação dinâmica do indivíduo.

Preparando para o Tutorial

  1. Abaixe o arquivo de movimento Walking Trial 1.c3d
  2. Salve o arquivo aonde você normalmente salve os arquivos de captura de movimento.
    Note: O arquivo Tutorial2.cmo contém o resultado final deste tutorial. Pode ser útil como um recurso secundário para verificar seu progresso.

Carregando os Arquivos

  1. Se o arquivo ainda não foi carregado, abra o arquivo cmo do Tutorial #1.
    Nota: CMO é a extensão que o Visual3D usa para salvar seu trabalho.
    1. Do menu File, selecione Abrir /Add..., Choose Tutorial1.cmo.
    2. Do espaço de trabalho na tela, verifique se o arquivo de modelo nomeado Lower Body Static Trial.c3d aparece na coluna rotulada Models/Calibration Files.
      caption
  2. Do menu File , selecione Open/Add....
  3. Uma caixa de diálogo irá aparecer indicando que os arquivos já estão abertos. Selecione Inserir novos arquivos na sua página de trabalho corrente e clicar em OK.
    caption
  4. Navegue para o local onde você abaixou o arquivo de movimento.
  5. Selecione o arquivo Walking Trial 1.c3d e clique em Open.
  6. Verique que o arquivo do modelo nomeado Walking Trial 1.c3d aparece na coluna rotulada Motion Files.
    caption

Associando os Arquivos de Movimento ao Modelo

Visual3D exibi o arquivo ’Walking Trial 1’ na coluna dos Arquivos de Movimento , mas não diretamente do lado do arquivo de calibração estática.

  1. Clicar na guia Signal and Event Processing. A área de visualização irá abrir. Neste momento, o arquivo de movimento ainda não foi associado ao modelo. Na área de visualização , apenas os marcadores estão em movimento.
    caption
    Nota: Se nenhuma imagem aparecer, verifique que o nome do arquivo Walking Trail 1.c3d aparece na caixa de nome de arquivo. Para ativar a animação , clicar no botão com a seta PLAY caption no canto inferior da tela. A figura das marcas irá andar na tela. Entretanto, nenhum segmento ósseo irá aparecer.
  2. In the Model menu, select Assign Model to Motion Files.
  3. Uma caixa de diálogo irá abrir. Selecione o arquivo Lower body Static Trial.c3d e o arquivo Walking Trial 1.c3d, w clique em OK.
    caption
  4. O visualizador em 3D deverá exibir agora o esqueleto do membro inferior que foram associados com seus dados de movimento. Você pode animar o esqueleto clicando no botão PLAY caption nos controles dos botões do VCR na sua tela.
    caption
    Nota: Não se preocupe se um dos pés não aparecer. Esse erro foi propositalmente introduzido no rótulo do marcador. Você irá consertar esse erro na seção seguinte.

Renomeando o rótulo ou nome de Marcador

Erros simples de nomeação dos marcadores podem tornar-se aparentes nesse estágio. Por exemplo, a ausência do segmento esquerdo do pé na figura acima. Neste exemplo, a marca RFT1 foi acidentalmente rotulada RFT1A quando a marca foi identificada no programa de coleta de dados. Esses tipos de erros podem ser facilmente corrigidos em Visual3D.

  1. Do lado esquerdo você você irá perceber algumas pastas. Clicar no sinal + próximo à pasta TARGET para abrir as pastas internas.
  2. Clicar no sinal + próximo à subpasta ORIGINAL. Isso mostrará o contéudo do arquivo original dos dados c3d. Os pontos vermelhos são os sinais originais nomeados pelo sistema de captura.
  3. Clicar com o botão direito em RFT1A (a marca com o nome errado) e selecione Renomear (Rename) Label.
    caption
  4. Na caixa de diálogo Rename Signal entre RFT1, o novo nome para RFT1A. Esse novo nome coincide com o arquivo de modelo e irá permitir que o pé seja exibido na animação.
    caption
  5. Clicar em OK.
  6. O arquivo de dados foi concertado mas, o area do espaço de trabalho ainda não foi atualizada, portanto, o segmento ainda não irá aparecer. Para fazer o segmento reaparecer você precisa solicitar ao Visual3D para recalcular o modelo. Existem duas maneiras de fazer isso em Visual3D. Você pode clicar no botão RECALC caption na barra de ferramenta ou forçar o recálculo mudando para a guia Model Building e clicando em Build Model. Quando o recálculo for completado a imagem da figura do pé será exibida.
    caption

Exportando o arquivo C3D Corretamente (Opcional)

  1. Do menu File, abrir a pasta Export e selecionar Export C3D File. A caixa de diálogo Export C3D File irá abrir.
    caption
  2. Da lista File to Export selecione Walking Trial 1.c3d.
  3. Clicar em Browse.
  4. Da caixa de diálogo Save As ache a local onde você armazena seus arquivos e entre Corrected Walking Trial 1.c3d no campo File name.
    Note: É permitido substituir o arquivo existente mas é uma boa prática manter seu dado original intacto então recomendamos você escolher um nome novo para o arquivo.
  5. Clicar em Save.
  6. Da caixa de diálogo Export C3D File Clicar em Export.
    Nota: Deixe todas as outras opções com os valores padrões. Muitas destas opções estão disponíveis para lidar com irregularidades no formato do arquivo c3d, e só devem ser usadas quando necessário.

Mudando as Visões

você pode redefinir a perspectiva da câmera para focar um segmento e manter centrada na tela.

Para focar um segmento

  1. Para que a animação do arquivo antes de prosseguir.
  2. Clique com o botão direito na figura em 3D da pelve. Uma lsita de opções de visuzalização irá aparecer.
  3. Selecionar Track Segment Center of Mass with Camera.
    caption
  4. Clicar no botão play. Você verá que a câmera acompanha a pelve centralizada na tela.
  5. Clicar com o botão direito na pelve e selecionar Track Segment Center of Mass with Camera para remover a marca de seleção e reverter a maneira anterior de rastrear os segmentos.

Opções de Controles de Animação (pan (transladar), zoom (aumentar), tilt (rotação)

Pressione a mouse ao movê-la ao longo da área de visualização.

Botão esquerdo da mouse: rotação
Pressione o botão direito da mouse (ou rolagem): zoom
Botão do meio (ou ambos): transladar

Explorando seus Dados

A exploração dos dados é um aspecto importante para garantir que os dados originais foram coletados corretamente.

Pode parecer estranho para algumas pessoas se expor muito tempo olhando os valores dos seus dados . Entretanto, nossa experiência tem mostrado que poucos laboratórios gastam tempo examinando os dados coletados cuidadosamente e com olhar crítico.

Visual3D está continuamente evoluindo em relação a visualização dos dados, e estamos abertos para novas idéias de visualização dos nossos usuários.

Criando uma visualização rápida dos dados

Visual3D possui várias ferramentes para ajudar a visualizar os dados. Ver dados (Data View) é uma delas. você pode usar o Data View para:

  • Exibir os dados crús dos sinais.
  • Exibir os gráficos dos dinais.
  • Visualizar a história do processamento do sinal.
  • Exportar um único arquivo de sinal como arquivo ASCII.

Para abrir e usar o visualizador de dados

  1. Na árvore de dados à esquerda, a pasta com os sinais originais já deve estar aberta, caso contrário faça o seguinte:
    1. Clicar no sinal + próximo à pasta TARGET para abrir as pastas internas.
    2. Clicar no sinal + próximo a subpasta ORIGINAL. Isto revela o conteúdo dos dados originais dos arquivos c3d. Os pontos vermelhos são os sinais originais como nomeados pelo sistema de captura.
  2. Clicar na marca nomeada LFT2. com o botão esquerdo da nouse. A caixa de diálogo Data View irá abrir na guia Data Values. Aquui você poderá os dados crús ou exportar como arquivo ASCII file
    caption caption
  3. Na guia role para baixo Data Values até o quadro 24. Esse é o ponto onde o sistema de captura iniciou a coleta para este segmento. Nenhum dado foi gravado para este segmento no quadro anterior, ou seja, quadroo 23. Isto não é anormal mas é importante ter conhecimento que algumas marcas não terão dados em alguns quadros de movimento. A razão para isso varia, mas neste caso particular, o pé esquerdo não estava no campo de visão até o quadro 24. Se você visualizar quadros com dados vazios no meio dos dados, pode ser uma indicação de resultado errado.
  4. Abrir a guia Data Graph para visualizar os gráficos analógicos. Uam visão rápida pode te ajudar a localizar dados obviamente incorretos ou com intereferências (noisy).
  5. Abrir a quia Signal Processing History. Embora essas guia está atualmente vazia, você pode ver o histórico do processamento dos sinais aqui. Visual3D tem um comando no pipeline o qual permite o usuário preparar scripts para processamento de dados.

Tipicamente esses comando criam dados novos que são derivados ou interpolados de dados originais. Por exemplo, determinar a distância entre 2 pontos seria um dado derivado. A guia Signal Processing History irá dizer quais eventos, ou seja, se algum eventou acorreu nos dados.

  1. Fechar o gráfico clicando no canto direito superior X da caixa de diálogo Data View.

NOTA: O visualizador de dados pode apenas ser usado com um único arquivo ativo aberto. Se você selecionar todos os arquivos (ALL_FILES) ou TAG, o clique no botão direito da não fará nada.

Uma excessão a essa regra é que sinais métricos são exibidos mesmo quando mais de um arquivo está ativo.

Exibindo um Sinal Gráfico

Existe outra maneira de visualizar os sinais gráficos dos dados o qual é diferente do sinal gráfico dos dados visto na janela Data View. Estes são "interativos" e oferecem opções diferentes de visão dos dados que serão explorados mais tarde. Quando ativado, os gráficos com sinais aparecem do lado direito da tela e podem ser usados para visualizar ou adicionar nomes de eventos.

Para ativar um sinal gráfico interativo

  1. Na árvore de dados à esquerda, se não estiver aberto ainda abra a pasta TARGET.
  2. Na subpasta ORIGINAL, clique com o botão direito no alvo LFT2.
  3. Abra Graph X, Y and Z, and Residual e selecione New Graph. Um conjunto de gráficos irá abrir do lado direito da tela.
    caption
  4. Coloque a mouse em qualquer ponto na linha de qualquer um dos gráficos e espere.
    Nota: A técnica usada aqui é chamada manter a mouse (mouse over). Quando você segura a mouse um tempo maior sobre um local, uma ponta de ferramenta amarela irá aparecer a qual irá exibir informações daquele ponto do gráfico. Isto corresponde a um quadro de dados de captura de movimento.
    caption

Formatando e Animando um Sinal Gráfico

  1. Do View menu, clicar em View Graph Animation Frame Line. Isto irá criar uma linha que desliza sobre o gráfico e corresponde ao mesmo ponto da animação. Depois clique em PLAY no painel de controle do VCR para ativar a animação. A linha vertical no sinal gráfico irá mover ao longo da figura em 3D.
    Nota: Isto pode estar já ativado como padrão.
  2. Para formatar um sinal gráfico, clique com o botão direito em qualquer ponto do gráfico para abrir um menu de opções. Selecionar Format Graph.
    Nota: Você também pode selecionar múltiplos gráficos usando a tecla CTRL no seu teclado. Qualquer mudança que você fizer irá ser aplicada e cada gráfico selecionado.
    caption
  3. Entre as mudanças desejadas e clicar em Apply. Nem todas as opções aplicam a guia Signal and Events Processing. Abaixo existem algumas opções que podem ser aplicadas. Outras opções serão discutidas mais tarde na guia Reporting.
  • Show Grids: Adiciona linhas as grades de X e Y que voce especificar.
  • Tics: Add or subtract tic marks to the axes.
  • Proportional Units: Faz unidades de largura iguais as unidades de comprimento.
  • Show Points: Mostra uma pequena caixa para cada quadro no gráfico.
  • Show BaseLine: Exibe uma linha no ponto zero.
  • Apply to All Selected: Aplica a mudança a múltiplos gráficos se você tiver mais de um selecionado.
  • Apply to Primary Selection Only: Aplica a mudança apenas ao primeiro gráfico que você selecionou se você tiver múltiplos gráficos selecionados.



Proceed to next Tutorial: Command Pipeline

Retrieved from ""